Polícia

Um é preso com CNHs falsas e arma em operação contra exclusão ilegal de multas no Detran

Encontradas diversas CNHs falsas

Diego Alves Publicado em 11/05/2021, às 20h10

Divulgação, MPMS
Divulgação, MPMS

Uma pessoa foi presa com CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) e uma arma de fogo durante operação do MPMS (Ministério Público Estadual) que apura fraudes no sistema do Detran (Departamento Estadual de Trânsito do Estado), que consistiam na exclusão indevida de multas lançadas, e contavam com o envolvimento da ex-funcionária servidora Juliana Cardoso Moraes, atualmente nomeada na Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica)

De acodo com o MPMS houve uma prisão em flagrante por falsidade documental. Na casa de um dos alvos, foram encontradas diversas CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) falsas, além de uma arma de fogo de uso restrito que foi apreendida. Ao todo, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, que resultaram no apresamento de celulares, documentos e um computador.

Ao todo, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em diversos locais relacionados aos fatos investigados nos municípios de Campo Grande e São Gabriel do Oeste.

Esquemas fraudulentos para livrar CNHs de multas são conhecidos pelas autoridades investigativas em MS. O Jornal Midiamax confirmou junto ao MPMS que a operação desta terça-feira (11) é continuidade de investigação revelada em reportagem de junho de 2020 que descreve esquema no órgão para "limpar" multas de ‘playboys’, que cometem infrações gravíssimas como exibir manobra perigosa (arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus) e até rachas (disputar corridas).

Jornal Midiamax