Polícia

‘Talarico’ que matou após ter traições expostas será julgado em agosto em Campo Grande

Vítima levou um tiro ao expor suas opiniões acerca das traições

Renan Nucci Publicado em 25/06/2021, às 14h39

None
Foto Ilustrativa

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande agendou para o dia 4 de agosto deste ano, às 8 horas, o julgamento de Lucas dos Santos, acusado de matar a tiro Edimar Alves da Silva. O crime ocorreu por volta das 11 horas do dia 20 de maio de 2016, na Avenida Osvaldo Aranha, região do Jardim Monumento.

Conforme denúncia oferecida pelo MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), Lucas teria cometido o crime por motivo torpe, tendo em vista que mantinha um caso extraconjugal com a esposa de um amigo de Edimar e, neste sentido, Edimar fala publicamente sobre o caso e fazia questão de expor suas reprovações.

No dia do crime, Lucas teria se aproximado de Edimar e repentinamente sacado uma arma de fogo e atirado, sem qualquer chance de defesa. Neste sentido, foi denunciado por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. O autor foi indiciado pela 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande.

Jornal Midiamax