Polícia

Sargento é acusado de receber R$ 300 para ‘abonar’ faltas de soldado durante bicos em MS

Soldado morreu em acidente de trânsito em Campo Grande

Renan Nucci Publicado em 27/07/2021, às 09h58

Corregedoria da Polícia Militar de MS, em Campo Grande
Corregedoria da Polícia Militar de MS, em Campo Grande - Henrique Arakaki

Sargento da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul responde ação penal por corrupção, por supostamente receber R$ 300 para abonar as faltas de um soldado que se ausentava para fazer bicos. Segundo denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual, o valor era pago por cada plantão em que o subordinado não se apresentava.

Os fatos ocorreram entre dezembro de 2019 e abril de 2020, no quartel da cidade de Caracol, município distante 384 quilômetros de Campo Grande. Consta que, durante este período, o sargento aceitou o dinheiro como forma de não aplicar medidas disciplinares contra o soldado Luciano Abel de Carvalho. 

Luciano trabalhava como motorista de aplicativo na Capital e chegou a ser preso prestando serviços, enquanto deveria estar de plantão em Caracol. A prisão ocorreu em julho do ano passado, quando foi instaurado procedimento pela Corregedoria-Geral, para apurar eventuais irregularidades cometidas pelo militar.

Ocorre que Luciano faleceu cerca de três meses depois, vítima de acidente de trânsito. No entanto, as investigações já haviam comprovado, por meio de quebra de sigilo bancário, que o sargento recebia transferências do soldado, a fim de abonar as faltas do mesmo. Por este motivo, o sargento responde ação penal por corrupção.

Jornal Midiamax