Polícia

Quatro são presos com 87 kg de pasta base escondidos em sofá e arma no forro

22 munições estavam escondidas em caixas de ferramenta

Danielle Errobidarte Publicado em 13/04/2021, às 17h54

Arma, drogas e cédulas de dinheiro brasileiro e boliviano foram apreendidos.
Arma, drogas e cédulas de dinheiro brasileiro e boliviano foram apreendidos. - (Foto: Divulgação/ 6º BPM)

Quatro homens, sendo três brasileiros e um boliviano, foram presos nesta terça-feira (13) com 87,3 quilos de pasta base de cocaína escondidos em tabletes dentro de um sofá, na cidade de Corumbá, distante 429 km da Capital. Além disso, os policiais da Getam (Grupamento Especial Tático de Motos) apreenderam uma arma de fogo, de uso restrito, que estava escondida no forro da mesma residência.

Os policiais chegaram até a residência no Bairro Guana após denúncias anônimas de que lá funcionava um ponto de comércio de entorpecentes, onde indivíduos utilizariam tornozeleiras eletrônicas. Assim que um jovem de 18 anos saiu da casa, em uma motocicleta, ele foi abordado e os policiais encontraram três tabletes de pasta base em sua mochila. Questionado sobre a droga, ele disse que era de um conhecido, e que guardava mais em sua casa.

No sofá da residência foram encontrados 83 tabletes de pasta base, e mais 12 munições calibre .44 e 10 munições .357 escondidas em uma caixa de ferramentas. O autor informou que não é proprietário da droga, e que apenas “guarda para um conhecido”. Ele confessou que uma terceira pessoa iria até o local busca dois tabletes, a mando desse segundo homem, proprietário da droga.

Então, a terceira pessoa chegou à residência e confessou que iria buscar o entorpecente. No momento da ação dos policiais, um dos autores avistou o veículo que seria do proprietário da droga, momento em que foram abordados outros três homens, que estavam com dinheiro brasileiro e boliviano.

Já na delegacia, um dos autores confessou que havia uma arma de fogo de uso restrito, calibre .12mm, escondida no forro da casa. O armamento também foi apreendido e entregue na 1ª Delegacia de Polícia da cidade, junto aos três autores presos.

Jornal Midiamax