Polícia

Preso por estupro de adolescentes, pastor já foi detido por agredir e ameaçar a esposa

Ele chegou a ameaçar os policiais durante a prisão

Renata Portela Publicado em 17/06/2021, às 14h35

Pastor e outro homem foram presos na ação
Pastor e outro homem foram presos na ação - (Foto: Ivi Notícias)

Detido na quarta-feira (16) em Angélica, a 323 quilômetros de Campo Grande, líder religioso de 47 anos já tinha sido preso em maio por violência doméstico. Ele agora está preso preventivamente, acusado do estupro de adolescentes.

No dia 4 de maio, o pastor perseguiu a esposa em Angélica, após ela tentar sair da casa do suspeito. Ela chegou a dormir em um hotel e o homem foi preso em flagrante no dia seguinte, quando perseguia a vítima por comércios da cidade. A vítima contou que ele era ex-usuário de drogas, mas teve uma recaída e passou a ficar agressivo e a usar os entorpecentes com frequência.

Após a prisão, a vítima contou ainda que sofreu muitas agressões no passado e que fugiu para procurar abrigo, mas ele não deixou. O homem chegou a alegar que a vítima “era doida”, e que o traía, conforme informações do site Jornal da Nova. Na delegacia, o pastor começou a ameaçar a mulher na frente dos policiais.

Ele disse que mataria a vítima e também que acabaria com a vida dos policiais militares. A mulher pediu medida protetiva contra o acusado, que acabou em liberdade. Um mês depois, nesta quarta-feira, ele foi preso mediante cumprimento de mandado, acusado de estupro de vulnerável.  

Jornal Midiamax