Polícia

Preso por assassinar mãe e filha a tiros em cidade de MS responderá por duplo feminicídio

Caso inicialmente era tratado como duplo homicídio

Renata Portela Publicado em 08/06/2021, às 16h15

Jorcy ficou detido após se apresentar na delegacia
Jorcy ficou detido após se apresentar na delegacia - (Divulgação)

Jorcy Marques Ortiz, de 52 anos, preso por matar Rosenilda Rodrigues Maciel, 54 anos, e a filha dela Andréia Rodrigues Maciel, de 34 anos, responderá por duplo feminicídio. Ele cometeu os crimes na noite de sexta-feira (4) em Antônio João, cidade a 402 quilômetros de Campo Grande.

Inicialmente, as mortes eram investigadas como duplo homicídio. Jorcy se apresentou na delegaciana noite de segunda-feira (7), após ter confessado os crimes em um áudio, que enviou para o grupo da família no WhatsApp. O delegado Patrick Linares acabou indiciando o acusado por duplo feminicídio.

Conforme o delegado, Jorcy teve um relacionamento com Rosenilda e foi evidenciada a relevância da condição de mulher das vítimas para a dinâmica dos fatos. Segundo o Ponta Porã News, testemunhas também já foram ouvidas sobre o caso.

No dia do crime, familiares de Rosenilda contaram que ela e Jorcy tiveram um caso e que ele estaria devendo dinheiro para a vítima. Com isso, ela teria ameaçado contar sobre o romance para a família do autor. Após matar mãe e filha a tiros, Jorcy confessou o crime, mas negou a dívida.

“Ninguém vai assinar um recibo sem receber. Tá ok. Só que daí cada vez que enchia a cara, se drogava e vinha na minha casa me chamar de ladrão pra todos os vizinhos ver. Ai deu no que deu. Aconteceu, não era para ser assim. No meu intuito não era pra ser assim, era só para assustar só, mas ai aconteceu isso aí, no impulso”, disse.

Jornal Midiamax