Preso em rave com mais de 500 pessoas disse que droga era para seu próprio consumo

Preso depois de uma batida em uma festa clandestina, em uma chácara na MS-010, na saída para Rochedinho, em Campo Grande negou que estaria fazendo comércio de drogas quando acabou flagrado por guardas municipais, neste domingo (28). Ele passa por audiência de custódia nesta segunda-feira (1º). Em depoimento na delegacia, ele negou que estaria fazendo […]
| 01/03/2021
- 14:22
Preso em rave com mais de 500 pessoas disse que droga era para seu próprio consumo
Cinco pessoas foram conduzidas à delegacia (Leonardo de França/Jornal Midiamax) - Cinco pessoas foram conduzidas à delegacia (Leonardo de França/Jornal Midiamax)

Preso depois de uma batida em uma festa clandestina, em uma chácara na MS-010, na saída para Rochedinho, em Campo Grande negou que estaria fazendo comércio de drogas quando acabou flagrado por guardas municipais, neste domingo (28). Ele passa por audiência de custódia nesta segunda-feira (1º).

Em depoimento na delegacia, ele negou que estaria fazendo o comércio de drogas mesmo com várias porções encontradas com ele: sete balas de ecstasy, cinco pinos de cocaína e porções de maconha, além de dinheiro em várias cédulas totalizando o valor de R$ 357.

Sobre o dinheiro, o rapaz disse que seria uma das parcelas que recebeu de seu , já que está desempregado há dois meses. Conforme denúncias pelo 153, o evento começou às 00h00 de sábado (27) em uma chácara localizada no cruzamento entre a Avenida Tamandaré com a rua Cochabamba.

Os agentes organizaram blitze em dois trechos da via, ou seja, condutores e motociclistas devem passar pelas fiscalizações em conjunto com  (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Polícia Militar. A rave clandestina tinha aproximadamente 500 pessoas e 11 DJs. Cinco pessoas foram levadas para a delegacia.

Veja também

A pista da rodovia foi parcialmente interditada e o fluxo controlado pela concessionária responsável

Últimas notícias