Polícia

Polícia usa GPS para localizar desmatamento ilegal descoberto por imagem de satélite

Autuou infrator em R$ 2 mil

Diego Alves Publicado em 20/04/2021, às 00h35

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Rio Negro usou GPS para localizar e aferir desmatamento ilegal descoberto por imagem de satélite e autua infrator em R$ 2 mil. Após autuar um proprietário rural, de 58 anos na tarde deste domingo (18) por desmatamento de 5 hectares de vegetação nativa realizado sem a licença ambiental, no município de Rochedo, policiais ambientais de Rio Negro autuaram mais um fazendeiro hoje (19) também por desmatamento ilegal no mesmo município.


Os Policiais localizaram e aferiram com uso de GPS, um desmatamento de 2 hectares de vegetação nativa realizado sem a licença ambiental. A supressão vegetal também foi verificada por técnica de sobreposição de imagem de satélites e aconteceu entre os anos de 2013 e 2015, conforme verificação nas imagens. A área já estava com plantio de pastagem e criação de gado e a madeira proveniente da vegetação desmatada não se encontrava mais no local.


As atividades foram interditadas. O infrator  de 57 anos, residente em Rochedo, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 2 mil e também responderá por crime ambiental com pena prevista de um a seis meses de detenção. Ele ainda foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Jornal Midiamax