Polícia

PMA resgata anta ferida à margem da rodovia MS 178 após atropelamento, mas animal não resiste

Policiais foram rapidamente ao local e verificaram que o animal possuía vários ferimentos

Diego Alves Publicado em 20/06/2021, às 14h33

Divulgação/ PMA
Divulgação/ PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) em Bonito, cidade a 297 quilômetros de Campo Grande, resgatou uma anta ferida à margem da rodovia MS 178 depois de atropelamento, mas o animal não resiste

Policiais ambientais receberam um comunicado na manhã deste sábado (19), de um homem de 52 anos, residente em Bonito, com informações de que à rodovia MS 178, no município, a 30 km da cidade, havia um animal silvestre da espécie Tapirus terrestris (anta), que estava ferido gravemente à margem da rodovia.

De acordo com a PMA, os policiais foram rapidamente ao local e verificaram que o animal possuía vários ferimentos provocados pelo atropelamento e não conseguia nem se mexer praticamente. A anta, uma fêmea adulta, com aproximadamente 180 kg, que aparentava estado crítico, foi resgata, colocada na viatura e levada urgentemente para atendimento de um veterinário voluntário, pois os Policiais perceberam que ela não resistiria ser levada diretamente ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) em Campo Grande.

Como o estado da anta era gravíssimo, ela já chegou morta ao veterinário que iria atende-la, na cidade de Bonito. A PMA calcula que o atropelamento tenha ocorrido pela madrugada.

Jornal Midiamax