Polícia

PMA recolhe filhote de macaco-prego que teve a mãe morta por atropelamento

Diego Alves Publicado em 26/04/2021, às 19h29

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Amebitnal) de Bela Vista, recolheu um filhote de macaco-prego cuja mãe fora morta por atropelamento e orienta sobre os procedimentos em atropelamentos de animais


Policiais ambeintais receberam o filhote de macaco-prego de um motorista, de 29 anos,morador em Jardim. O homem disse à polícia que resgatou o animal à margem da rodovia BR 060, a 25 km da cidade de Bela Vista, cuja mãe tinha sido atropelada e ido a óbito e o filhote estava agarrado ao animal morto.


Mesmo não apresentando ferimentos, o primata será encaminhado ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres , em Campo Grande, para a possível reintrodução na natureza.

Orientação sobre atropelamento de animais


A PMA orienta às pessoas, que sigam o exemplo do motorista que socorreu o filhote. Mesmo que ele tivesse atropelado, a atitude de socorro seria a correta, até porque, não existe crime ao atropelar um animal sem intenção. 

No caso, o procedimento correto é parar o veículo em local seguro e, com segurança, verificar se o animal está morto. Se não estiver, efetue o socorro, porque toda vida tem um propósito e vale a pena ser preservada. 

Se ele estiver morto e estiver na pista de rolamento, retire-o com segurança para o acostamento, ou até para longe, onde não possa ser visto, para evitar que curiosos parem no acostamento para vê-lo e aumente o risco de acidentes.


Essa atitude pode evitar que outro usuário da rodovia possa vir a se acidentar e, às vezes, até matar a si e sua família, em novo possível acidente, que esta atitude simples poderia evitar. Jamais fazer o que o motorista que atropelou fez ao deixar, inclusive, o filhote que poderia morrer de fome.

Jornal Midiamax