Polícia

PM acaba com pagode em Corumbá e multa proprietário em R$ 5 mil

Aparelhagens e duas caixas de som foram apreendidas

Fábio Oruê Publicado em 18/09/2021, às 15h34

Medição constatou 86 decibéis, quando permitido era 45
Medição constatou 86 decibéis, quando permitido era 45 - Foto: Divulgação/ PMA

Casa de pagode denunciada por poluição sonora foi fechada pela PM (Polícia Militar) na noite de sexta-feira (17), em Corumbá. O proprietário do local, de 40 anos, foi multado em R$ 5 mil por emissão de som acima dos limites permitidos por Lei.

Depois de denúncia de perturbação do sossego, a PMA (Polícia Militar Ambiental) foi ao local e mediram com um decibelímetro a pressão de som emitida pela aparelhagem instalada no estabelecimento comercial, que é anexo a uma residência, sendo constatados 86 decibéis, quando a potência permitida para o horário e região é de 45 decibéis.

As aparelhagens e duas caixas de som foram apreendidas e o dono do local foi multado pela PMA. Ele também foi conduzido, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental de poluição sonora.

O infrator poderá pegar pena de um a quatro anos de reclusão. Além disso, poderá perder a aparelhagem apreendida, que passa a ser material de crime e da infração administrativa (multa), esta, a ser julgada pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Jornal Midiamax