Polícia

PF apreendeu ao menos 8 aviões usados pelo PCC para tráfico internacional de cocaína

Operação foi realizada em 8 estados

Renata Portela Publicado em 02/12/2021, às 13h38

Aeronave apreendida em 2020 deu início à operação
Aeronave apreendida em 2020 deu início à operação - (Divulgação, PF)

Nesta quinta-feira (2), a Polícia Federal realizou a Operação Manifest, cumprindo mandados em 8 estados brasileiros, entre eles Mato Grosso do Sul, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande. A ação tem como objetivo desarticular o esquema logístico do PCC (Primeiro Comando da Capital) para o tráfico internacional de cocaína.

Conforme o delegado Noerci Melo, a intenção era de apreender ao menos 10 aeronaves, das quais, até o fim da manhã desta quinta, ao menos 8 já foram apreendidas. Também foram apreendidos veículos e ainda sequestrados vários imóveis. A Polícia Federal identificou que o PCC agia com empresários do ramo da aviação.

O grupo agia trazendo a cocaína da Bolívia até o Paraguai e, depois, até o Brasil. As pequenas aeronaves chegavam ao país lotadas de pasta base de cocaína e pousavam nas pistas clandestinas, em fazendas, ou até mesmo arremessavam a droga. O entorpecente então era refinado, para depois ser revendido.

Ainda conforme o delegado, um quilo de pasta base pode chegar até a 4 ou 5 quilos da cocaína que é vendida no país. Parte da droga também era exportada para outros países pelo PCC. Além das apreensões, também foram cumpridos ao menos 10 dos 15 mandados de prisão preventiva, alguns contra pessoas que já estavam presas.

A PF iniciou as investigações em 2020, quando uma aeronave do tráfico tentou pousar em uma fazenda no Rio Grande do Sul, mas não conseguiu. O avião sofreu avarias e pousou em um milharal. A aeronave foi apreendida e as investigações evoluíram para a operação, com a identificação do piloto e de outros envolvidos, proprietários de várias aeronaves ligadas ao tráfico.

Segundo o delegado Melo, até hoje ninguém reivindicou a aeronave, que estava no nome de um 'laranja'. A PF identificou que o transporte do entorpecente era feito para abastecer o PCC. Também foi feito bloqueio de contas bancárias de envolvidos.

Locais de cumprimento dos mandados de prisão preventiva

Vacaria/RS – 02

Passo Fundo/RS – 01

Carazinho/RS - 01

Balneário Camboriu/SC – 01

Itajaí/SC – 01

Navegantes/SC – 02

Guaratuba/PR – 01

Bandeirantes/PR – 01

Assis Chateaubriand/PR – 01

Goioerê/PR – 02

Ferraz Vasconcelos/SP - 01

Ponta Porã/MS – 01

Locais de cumprimento dos mandados de busca e apreensão

Vacaria/RS – 03

Balneário Camboriú/SC – 02

Itajaí/SC – 01

Navegantes/SC – 02

Bombinhas/SC – 02

Porto Belo/SC – 02

Chapecó/SC - 01

Guaratuba/PR – 01

Bandeirantes/PR – 01

Assis Chateaubriand/PR – 02

Goioerê/PR – 05

Uberlândia/MG - 03

Ferraz Vasconcelos/SP - 01

Ponta Porã/MS – 02

Brasília/DF – 01

Boa Vista/RR – 01

Jornal Midiamax