Polícia

Pedestre é atropelado por caminhonete, arremessado e corpo encontrado 1h depois em matagal

Várias testemunhas procuraram corpo por cerca de uma hora

Dayene Paz Publicado em 08/05/2021, às 09h25

None
Imagem ilustrativa | Midiamax

Um homem de 46 anos, identificado como Paulo Sérgio do Prado Ossuna, morreu após ser atropelado na noite desta sexta-feira (08), na BR-060, em Nioaque, a 187 quilômetros de Campo Grande. Ele foi lançado a muitos metros de distância e o corpo só foi localizado 1 hora depois do acidente. O motorista que atropelou o homem se apresentou na delegacia.

Conforme o boletim de ocorrência policial, a vítima desceu de um ônibus que seguia de Nioaque para Sidrolândia e saiu por trás do veículo. No momento em que atravessava, foi atropelada por uma caminhonte Hilux, que seguia no sentido oposto.

No local, a polícia encontrou dezenas de pessoas e veículos, pois se tratava da entrada de uma aldeia. As testemunhas usavam lanternas e procuravam a vítima, que foi arremessada a muitos metros do acidente. Apenas depois de uma hora de procura, o corpo foi localizado, em meio ao mato.

Também foi encontrada no local uma arma de fogo, pertencente ao motorista que atropelou a vítima. Ele contou que não conseguiu evitar a batida e chegou a acionar o socorro após o acidente, mas como havia muitas pessoas no local, por medo de represálias, saiu e procurou a delegacia de Polícia Civil.

O motorista afirmou ainda que não possuía o porte da arma, apenas o registro. Ele passou pelo teste do bafômetro, que não apontou embriaguez. O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil de Nioaque.

Jornal Midiamax