Polícia

Pecuarista desmata área de preservação e leva multa de R$ 39,8 mil

Aparelho de GPS foi usado para aferição do desmatamento

Fábio Oruê Publicado em 16/04/2021, às 16h35

Madeira do desmatamento ainda estava no local
Madeira do desmatamento ainda estava no local - Foto: PMA/ Divulgação

Um desmatamento ilegal em área protegida da APA (Unidade de Conservação de Proteção Ambiental) em Rio Verde de Mato Grosso, foi localizado, quando a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim realizou fiscalização em uma fazenda, na tarde de quinta-feira (15).

Segundo a corporação, o proprietário rural, de 65 anos, realizou a supressão ilegal de 8,97 hectares de vegetação nativa em duas áreas diferentes dentro da APA criada pelo município para proteção das áreas de relevante interesse ecológico do Rio Verde.

Um aparelho de GPS foi usado para aferição do desmatamento e em uma área foram suprimidos 6,63 hectares e em outra área 1,34 hectare, na fazenda localizada a 9 km da cidade de Rio Verde. O desmatamento era recente e a madeira proveniente da vegetação retirada ainda se encontrava ao solo. As atividades foram interditadas.

O infrator, que mora em São Gabriel do Oeste, foi autuado e multado em R$ 39.850,00. Ele também responderá por crime ambiental com pena de um a cinco anos de reclusão, pena agravada devido a infração ter ocorrido em área de Unidade Conservação. Ele também foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Jornal Midiamax