Polícia

Paraguai põe abaixo seis acampamentos de traficantes e incinera sete toneladas de maconha na fronteira

Ação foi realizada na linha internacional perto do Mato Grosso do Sul

Renan Nucci Publicado em 20/05/2021, às 17h42

Policial durante destruição de acampamento dos traficantes
Policial durante destruição de acampamento dos traficantes - Divulgação

Em mais uma investida contra o narcotráfico na fronteira, a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, destruiu nesta quinta-feira (20) seis acampamentos ligados a uma organização criminosa produtora de maconha. O flagrante ocorreu na colônia Umbú, região de Amambay, departamento paraguaio que fica na linha internacional com Mato Grosso do Sul, nas proximidades de Ponta Porã.

Segundo nota divulgada pela Senad, o acampamento foi descoberto durante uma incursão pela zona rural da região. Ao todo, havia sete toneladas da erva pronta para distribuição. Todo o entorpecente foi incinerado no local, juntamente com os acampamentos, ferramentas e todo aparato logístico lá encontrado. Ninguém foi preso e a suspeita é de que o material fosse despachado para o Brasil.

No domingo, a Senad deflagrou a Operação Antares, juntamente com o Ministério Público, para desarticular grupo ligado ao transporte de cocaína. Ao todo, foram apreendidos 449 quilos da droga que, se chegasse a outros países da região, poderia atingir o valor de até R$ 30 milhões. Foram apreendidos também aeronaves, peças de aviões, instrumentos de iluminação e várias armas de fogo.

Jornal Midiamax