Paraguai, Brasil e Argentina investigam conexão do PCC com a máfia italiana

Articulação entre as duas organizações tem como foco a comercialização de cocaína produzida no Paraguai e o abastecimento do mercado europeu
| 18/12/2021
- 13:18
Traficantes pesos pela Senad com droga estariam a serviço do PCC e também da máfia calabresa
Traficantes pesos pela Senad com droga estariam a serviço do PCC e também da máfia calabresa - Divulgação

Autoridades paraguaias, brasileiras e argentinas estão preocupadas com a entrada de mais uma organização criminosa no tráfico internacional de drogas e que já estaria com os pés em território fronteiriço. O temor atende pelo nome de ‘Ndrangheta’, considerada pelos especialistas a mais poderosa máfia italiana, com origem na Calábria.

Segundo investigações que estão sendo feitas há alguns meses, os representantes da máfia calabresa, que tem a característica de expansão para outros países, já estaria com bases instaladas em cidades paraguaias que fazem divisa com Brasil e Argentina.

Durante um encontro realizado em Ciudade Del Este, na fronteira com Foz do Iguaçu, no Paraná, representantes dos três países discutiram a presença de uma ramificação da máfia calabresa principalmente no .

Segundo informações da ministra da Justiça do Paraguai, publicadas pelo La Nacion, Cecilia Pérez, a porta de entrada da ‘Ndrangheta’ é o PCC (Primeiro Comando da Capital). Segundo ela, o grupo italiano estaria iniciando suas ações no campo da lavagem de dinheiro, além de atividades especializadas no tráfico de drogas e outras práticas criminosas.

A ministra explicou que as autoridades italianas estão em contato permanente com o serviço de segurança do governo paraguaio, a fim de coordenar as investigações sobre as ações do grupo, que possam resultar na prisão dos criminosos que já estariam agindo em nome da máfia calabresa.

Segundo a ministra paraguaia, o interesse do governo italiano nessa operação é muito grande, que eles chegaram a convidar autoridades de nosso país para encontros na Itália e em outros países europeus, a fim de traçar políticas comuns para enfrentar os novos tentáculos da ‘Ndrangheta’ na América do Sul.

De acordo com informações obtidas pelo Ministério da Justiça do Paraguai, já existem evidencias comprovadas da ação conjunta do PCC com a máfia calabresa em relação ao envio de grandes carregamentos de cocaína que estão sendo enviados do Paraguai para a Europa e que estaria sendo gerenciados pela ‘Ndrangheta’.

Durante o encontro realizado em Ciudade Del Este, o comando tripartite autorizou a participação do nos procedimentos que serão encaminhados para enfrentamento do problema. Além disso, outra medida adotada foi a criação de um centro de fusão de informações na tríplice fronteira entre Paraguai, Brasil e Argentina.

O objetivo, no entendimento da ministra paraguaia é ter uma estrutura física e jurídica que sirva para uma melhor análise dos dados e, consequentemente, uma maior eficácia contra o crime organizado.

Recentemente uma operação desencadeada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) interceptou uma carga de cocaína que seria enviada para a Europa. Há informações de que as pessoas presas com droga estariam a serviço do PCC e também da máfia calabresa.

mafia calabresa 1. - Paraguai, Brasil e Argentina investigam conexão do PCC com a máfia italiana
Encontro realizado em Ciudade Del Este reuniu representantes dos três países, que discutiram a presença da máfia calabresa na América do Sul

 

Veja também

Motoentregador de pizza, de 22 anos, foi assaltado e teve a moto levada durante a...

Últimas notícias