Polícia

Pai desconfia de relacionamento homoafetivo, espanca e expulsa jovem de casa em MS

Mulher procurou delegacia para pedir medidas protetivas contra o pai

Thatiana Melo Publicado em 29/06/2021, às 05h54

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Uma jovem de 20 anos procurou a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), na noite desta segunda-feira (28), em Campo Grande após ser espancada pelo pai de 50 anos, por ele acreditar que a vítima estava em um relacionamento homoafetivo. 

As agressões começaram por volta das 22 horas desta segunda (28) quando o pai puxou a filha pelos cabelos, bateu sua cabeça contra a parede e a esbofeteou por acreditar que ela mantinha um relacionamento homoafetivo. Mas, ela teria dito para ele que era mentira.

O homem a expulsou de casa. Ela tentou retirar seus pertences pessoais da residência, mas foi impedida pelo pai que a agrediu sendo a jovem defendida pela mãe, que cessou com as agressões do marido. Na delegacia, a vítima pediu por medidas protetivas contra o pai. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa. 

Dia do orgulho LGBTQIA+

Nesta segunda-feira (28), foi comemorado o Dia do orgulho LGBTQIA+. Em todo o mundo, o dia marca a resistência na revolta de Stonewall Inn, nos Estados Unidos. Após uma violenta abordagem policial no bar, que deu nome à rebelião, que estava no local se insurgiu. A sigla que representa esse orgulho foi evoluindo ao longo do tempo e ganhou letras conforme os anos. 

Jornal Midiamax