Padrasto que estuprava menina e ameaçava família com arma é condenado a 14 anos

Foi publicada nesta quinta-feira (7), no Diário da Justiça, a condenação de um homem de 47 anos, morador em Cassilândia, cidade a 430 quilômetros de Campo Grande. Ele é acusado de estuprar a enteada, que tinha 10 anos na época do crime, e ainda ameaçava a ex-mulher com uma arma de fogo. Conforme a sentença, […]
| 07/01/2021
- 16:49
Padrasto que estuprava menina e ameaçava família com arma é condenado a 14 anos
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Foi publicada nesta quinta-feira (7), no Diário da Justiça, a condenação de um homem de 47 anos, morador em Cassilândia, cidade a 430 quilômetros de Campo Grande. Ele é acusado de estuprar a enteada, que tinha 10 anos na época do crime, e ainda ameaçava a ex-mulher com uma arma de fogo.

Conforme a sentença, o réu cumprirá 14 anos de reclusão em regime fechado. Atualmente ele já está preso preventivamente e a prisão foi mantida, sendo que ele não poderá recorrer em liberdade. Além disso, também deverá pagar valor mínimo de R$ 10 mil por danos morais causados à vítima.

Segundo a publicação, foi constatado abalo psicológico da vítima, além da desestruturação familiar causada pelo réu.

Prisão em flagrante

No dia 18 de junho de 2019, equipes da de Cassilândia foram até a fazenda onde o casal morava, por conta das denúncias de de vulnerável. Na residência, encontraram a mulher de 29 anos, que demonstrou bastante nervosismo.

Questionada sobre onde estava o companheiro, ela alegou que ele estava trabalhando na área rural, mas revelou onde o suspeito guardava a arma de fogo. A espingarda foi apreendida e a mulher reafirmou o caso de estupro cometido pelo suspeito contra a filha dela.

Além disso, afirmou que quando descobriu sobre os abusos tentou ir embora do local com a filha, mas ele as ameaçava com a arma de fogo. Assim, o acusado acabou detido em flagrante.

Veja também

Uma mulher de 20 anos foi denunciada à Polícia Civil na noite de sexta-feira (24),...

Últimas notícias