Polícia

Padrasto chama polícia após jovem ser espancada e mantida presa em casa por marido

O padrasto de uma jovem de 20 anos chamou a polícia, na noite deste domingo (31) depois da vítima ser mantida em cárcere e espancada pelo marido de 19 anos, na cidade de Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande. As agressões aconteceram por volta das 22h45 deste domingo (31), quando a jovem foi […]

Thatiana Melo Publicado em 01/02/2021, às 06h21 - Atualizado às 07h03

(Ilustrativa)
(Ilustrativa) - (Ilustrativa)

O padrasto de uma jovem de 20 anos chamou a polícia, na noite deste domingo (31) depois da vítima ser mantida em cárcere e espancada pelo marido de 19 anos, na cidade de Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande.

As agressões aconteceram por volta das 22h45 deste domingo (31), quando a jovem foi agredida com socos e chutes pelo corpo restando vários ferimentos no rosto e suspeita de lesão na mão esquerda. Ela era mantida em cárcere privado pelo autor, que conseguiu fugir antes da chegada dos militares.

A vítima foi levada pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora e não se sabe sobre o estado de saúde.

Denuncie

Existem dois números para contato: 180, que garante o anonimato de quem liga, e o 190. Importante lembrar que a Central de Atendimento à Mulher – 180 -, é um canal de atendimento telefônico, com foco no acolhimento, na orientação e no encaminhamento para os diversos serviços da rede de enfrentamento à violência contra as mulheres em todo o Brasil, mas não serve para emergências.

As ligações para o número 180 podem ser feitas por telefone móvel ou fixo, particular ou público. O serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive durante os finais de semana e feriados, já que a violência contra a mulher no Brasil é um problema sério no país.

Jornal Midiamax