Polícia

Mulher se nega a fazer sexo com marido e é estuprada em Campo Grande

Mulher retirou medidas protetiva contra homem após reatarem relacionamento

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 12/04/2021, às 10h14

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Uma mulher de 32 anos procurou a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) na madrugada desta segunda-feira (12) depois de ser agredida, estuprada e receber ameaças de morte o marido de 32 anos, no bairro Centro-Oeste, em Campo Grande.

Na delegacia, ela contou que tinha uma medida protetiva contra o homem desde que foi agredida em julho do ano passado, mas a medida foi retirada depois que o casal reatou o casamento de 14 anos. A vítima relatou que me março deste ano, no dia 20, o homem fez uma chamada de vídeo para ela simulando estar com uma arma dizendo, “olha o que tenho para você”.

Já no dia 28 de março, a mulher teria se negado a fazer sexo com o marido e ele arrancou suas roupas e manteve relação sexual com ela sem o seu consentimento, caracterizando caso de estupro. Por fim, no dia 11 de abril, o autor bastante agressivo puxou seus cabelos, apertou seu pescoço e ainda jogou num ventilador contra ela.

O caso foi registrado como lesão corporal, violência doméstica e estupro.

Jornal Midiamax