Polícia

Mulher é espancada até desmaiar, mas marido diz para PM que ela ‘caiu’

Mulher estava com sangramento na boca, no nariz e tornozelo

Thatiana Melo Publicado em 28/06/2021, às 06h25

None
(Ilustrativa)

Na noite deste domingo (27), em Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande, uma mulher de 30 anos acabou espancada até desmaiar pelo marido de 28 anos, sendo que o autor disse que a esposa havia ‘caído’.

As agressões começaram por volta das 21h30 deste domingo (27) quando os policiais foram chamados por vizinhos que ouviram os gritos vindos da casa da vítima. A mulher chegou a desmaiar com o espancamento que sofreu. Quando os policiais chegaram na casa a encontraram bem machucada com a boca e nariz sangrando e o tornozelo machucados.

Mas, quando os militares questionaram sobre as agressões mesmo sendo evidentes os machucados, a mulher relatou que havia caído durante a briga com o marido, por isso os ferimentos, sendo a mesma resposta dada pelo autor. Ela não quis representar contra o marido que foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos. 

Como pedir ajuda

Existem dois números para contato: 180, que garante o anonimato de quem liga, e o 190. Importante lembrar que a Central de Atendimento à Mulher – 180 -, é um canal de atendimento telefônico, com foco no acolhimento, na orientação e no encaminhamento para os diversos serviços da rede de enfrentamento à violência contra as mulheres em todo o Brasil, mas não serve para emergências.

As ligações para o número 180 podem ser feitas por telefone móvel ou fixo, particular ou público. O serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive durante os finais de semana e feriados, já que a violência contra a mulher no Brasil é um problema sério no país.

Jornal Midiamax