Polícia

Mulher de 53 anos está entre os presos de operação contra abuso infantil

Cerca de 11 presos já foram levados para delegacias

Thatiana Melo e Dayene Paz Publicado em 18/05/2021, às 07h44

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Uma mulher de 53 anos está entre os presos da operação contra o abuso infantil deflagrada nesta manhã de terça-feira (18) pelo MPMS (Ministério Público Estadual), em conjunto com a Polícia Civil e a Polícia Militar. Cerca de 30 mandados são cumpridos na Capital.

A mulher foi presa no Jardim Santa Emília. Outro preso foi encontrado no Jardim Noroeste. Cerca de 11 pessoas já foram presas e levadas para as delegacias de Campo Grande. Aproximadamente 27 mandados são cumpridos. Os alvos foram encontrados nos bairros Cangurú, Centenário, Aero Rancho, São Conrado, Santa Emília, Noroeste, Tarumã, Inapolis e Zé Pereira

Segundo o promotor Marcos Alex, os presos da operação são pessoas já condenadas pelos crimes de estupro e o objetivo e fazer com que comecem a cumprir as penas já impostas a eles. “São condenados por sentença definitiva”, disse o promotor. Uma coletiva sobre a operação deve ser feita ainda na manhã desta terça (18).

A operação “Araceli” é uma força-tarefa entre o MPMS, a Polícia Civil e a Polícia Militar. O objetivo é dar cumprimento a 27 mandados de prisão e de busca e apreensão, expedidos pela 7ª Vara Criminal de Campo Grande, em desfavor de condenados por crimes praticados contra crianças e adolescentes, a maioria por abuso e exploração sexual.

A data

A data determinada oficialmente pela Lei 9.970/2000, em memória à menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973. Portanto, o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes incentiva que em todo o Brasil sejam realizadas ações que visem alertar toda a sociedade sobre a necessidade da prevenção à violência sexual.

Jornal Midiamax