Polícia

MS lidera ranking de estupro e é 3º estado mais violento em mortes de crianças, diz Unicef

Os números também cresceram em comparação a sexo e raça/cor da vítima

Danielle Errobidarte Publicado em 22/10/2021, às 13h51

None
(Foto: Ilustrativa)

Mato Grosso do Sul foi classificado como o estado com maior taxa de vítimas de estupro entre 0 e 19 anos e o terceiro no ranking de mortes violentas intencionais, com vítimas de 0 a 19 anos. Os dados são do Panorama da Violência Letal e Sexual contra Crianças e Adolescentes no Brasil, estudo feito pela Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta sexta-feira (22).

O levantamento, feito de 2016 até 2020, apontou que, no último ano, as piores taxas de morte violenta contra crianças de até 9 anos foram registradas em Roraima (2,02 mortes por 100 mil habitantes), Rio Grande do Norte (1,98), Mato Grosso do Sul (1,48) e Rondônia (1,47). Os números também cresceram em comparação a sexo e raça/cor da vítima.

(Fonte: Panorama da Violência Letal e Sexual contra Crianças e Adolescentes no Brasil)

Em 2019, foram 70 registros com vítimas do sexo feminino e 101 masculino, enquanto, em 2020, o índice subiu para 75 para meninos e 105 para meninas. As crianças negras do sexo feminino, que em 2019 representavam 22% do total, agora são 26% dos óbitos. Já os meninos, também negros, eram 33% em 2019, mas tiveram queda no ano seguinte, com percentual de 29%.

A pesquisa feita no ano de 2020 também apontou que MS é o estado com maior taxa de vítimas de estupro por 100 mil habitantes, com idades entre 0 e 19 anos. O número total chegou a 186 óbitos e considera estupro e estupro de vulnerável — até 14 anos. MS é seguido pelos estados de Rondônia (com 146,2 mortes por 100 mil habitantes), Paraná (139,7), Mato Grosso (136,5) e Santa Catarina (135,2).

(Fonte: Panorama da Violência Letal e Sexual contra Crianças e Adolescentes no Brasil)

Apesar da liderança no número de vítimas, o estudo aponta que MS vem demonstrando redução das taxas ao longo dos quatro anos. Em 2017, eram 218,5 mortes por 100 mil habitantes, em 2018 e 2019, foram 220,9 e 210,1, respectivamente. Os dados completos de todos os estados podem ser conferidos clicando aqui.

Denuncie

Denúncias podem ser feitas pelo Disque 100 e também pode ser acionada a Polícia Militar, via 190, em situações de identificação de vítimas de abuso sexual, bem como os conselhos tutelares. Em matéria já divulgada pelo Midiamax, é possível conferir quais os sinais que as crianças vítimas de violência sexual passam a demonstrar.  

Jornal Midiamax