Polícia

MS foi segundo estado no país a cumprir mais prisões em operação contra estupro de crianças

Pelo menos 13 pessoas foram presas nesta sexta-feira

Renata Portela Publicado em 16/07/2021, às 16h02

Operação cumpriu mandados nesta sexta
Operação cumpriu mandados nesta sexta - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

A Operação Acalento, realizada nacionalmente no combate ao crime de estupro de vulnerável, que cumpriu várias prisões nesta sexta-feira (16), tem Mato Grosso do Sul como o segundo Estado onde mais mandados foram cumpridos, sendo o primeiro São Paulo. Dos 23 mandados de prisão, pelo menos 13 já foram cumpridos nesta sexta, sendo um em Sidrolândia.

A operação atua no cumprimento de mandados de condenados por crimes sexuais contra crianças e adolescentes e é realizada desde o dia 4 de junho. Desde então, foram 264 inquéritos instaurados pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), além de 28 prisões em flagrante.

Também foram cumpridos 60 mandados de prisão e, ao todo, 76 pessoas foram presas no Estado pelos crimes de estupro de vulnerável. Foram solicitadas ainda 31 medidas protetivas. Entre os presos nesta sexta-feira estão um idoso de 83 anos, um pedreiro de 74 anos detido em Sidrolândia e um outro pedreiro preso em Campo Grande.

Números

Só no primeiro semestre de 2021, a Depca já ouviu 1.454 crianças e adolescentes em depoimento especial, com acompanhamento do setor psicossocial. Também foram instaurados 469 inquéritos policiais e 343 termos circunstanciados de ocorrência elaborados.

A delegacia teve 561 ordens de serviço concluídas no semestre, com 1.131 boletins de ocorrência registrados e 541 denúncias feitas pelo Disque 100.

Jornal Midiamax