Polícia

Motociclista bêbado que decepou perna de pedestre na BR-163 não tinha CNH

Ele ganhou liberdade com pagamento de fiança

Renata Portela Publicado em 03/05/2021, às 13h51

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Nesta segunda-feira (3), passou por audiência de custódia o motociclista de 20 anos, que atropelou e causou decepamento da perna de um pedestre na BR-163 em Campo Grande, na noite de sábado (1º). Ele teve liberdade provisória concedida com pagamento de fiança.

Na audiência, o juiz entendeu que não havia elementos suficientes que justificassem a conversão do flagrante em prisão preventiva. Com isso, determinou liberdade provisória do rapaz, com pagamento de fiança no valor de dois salários mínimos. O acusado pagou os R$ 2,2 mil e foi liberado.

Depoimento

Após a prisão, o motociclista declarou que tinha saído do trabalho na tarde de sábado e foi até a casa de um amigo, nas Moreninhas, onde bebeu. Ele alega ter tomado 8 latinhas de cerveja e depois pegou a moto, para ir para casa no Vida Nova. O motociclista seguiu pela BR-163 e disse que pilotava a aproximadamente 100 km/h.

Em determinado momento, ele teria ‘aberto’ para um carro ultrapassar, quando invadiu o acostamento e atingiu o pedestre, de 59 anos, que empurrava a bicicleta. Após a batida, a vítima teve a perna decepada e foi socorrida por testemunhas e pela CCR MSVia, encaminhada para a Santa Casa.

O motociclista foi detido pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) e submetido ao teste de bafômetro, que consatou 0,61 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Além disso, ele confessou que não tinha CNH. O rapaz passou a noite de sábado e também o domingo em uma cela da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Jornal Midiamax