Polícia

Morto em troca de tiros com policiais militares em cidade de MS era ‘sintonia’ do PCC

Com ele foram apreendidas porções de droga

Renata Portela Publicado em 14/06/2021, às 16h47

O rapaz foi morto em confronto com a polícia
O rapaz foi morto em confronto com a polícia - (Reprodução)

David Rian Silva, de 19 anos, morto em troca de tiros com policiais militares em Sonora, cidade a 351 quilômetros de Campo Grande, era ‘sintonia’ da facção PCC (Primeiro Comando da Capital). Ele reagiu à abordagem, atirou e acabou morrendo ao ser ferido pelos disparos na noite de sábado (12).

Conforme as informações da polícia, equipe da PM fazia rondas pela Rua Rio de Janeiro já no fim da noite de sábado, quando viram a motocicleta passar em alta velocidade. Foi feito acompanhamento e na Rua Mato Grosso o suspeito sacou um revólver.

David teria atirado contra os policiais, que revidaram os disparos. Atingido, ele caiu e deixou a arma de fogo cair também na rua. O rapaz foi levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo os militares, com ele foram encontradas 8 porções de maconha, totalizando 30 gramas da droga.

O rapaz acabou identificado e era conhecido por ser ‘sintonia’ do PCC. O caso é tratado como resistência, desobediência, posse irregular de arma de fogo de uso permitido, tráfico de drogas e homicídio decorrente de oposição à intervenção policial.

Jornal Midiamax