Polícia

Militar é sequestrado, passa dois dias com bandidos e é abandonado na BR-163

Vítima disse que sequestradores faziam questionamento sobre três mulheres

Thatiana Melo Publicado em 30/04/2021, às 11h55

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Após ficar dois dias em poder de bandidos, um soldado de 19 anos foi libertado às margens da rodovia BR-163, em Campo Grande próximo a saída para São Paulo. Ele procurou a delegacia nesta sexta-feira (30) para registrar o boletim de ocorrência.

Na delegacia, o rapaz contou que estava saindo da casa de sua namorada por volta das 5h30 do dia 27 deste mês, no bairro Santo Antônio para ir para o quartel, quando foi cercado por dois homens que colocaram um capuz na cabeça dele o jogando em seguida dentro de um veículo.

Dentro do carro, ele disse que era questionado o tempo todo pelos bandidos se conhecia três mulheres de nomes: Márcia, Vitória e Luiza. A vítima ainda disse que acredita que haviam outras pessoas no carro, que poderia ser uma van pelo número de ocupantes. E que as outras pessoas dentro do veículo também estavam sendo interrogadas sobre as mesmas mulheres.

O soldado ainda contou que ficou o tempo todo amarrado dentro do carro sendo ameaçado. Quando no dia 29 deste mês, por volta da meia-noite foi liberado às margens da BR-163, sendo que um dos bandidos ainda teria dito, “corre senão eu atiro”. Ele não soube dizer sobre as características dos autores, já que ficou o tempo encapuzado.

Jornal Midiamax