Polícia

‘Mascates’ são presos por extorsão logo após fazerem ameaças em MS

Modus operandi já conhecido da polícia

Diego Alves Publicado em 03/09/2021, às 22h42

Divulgação, Polícia Civil
Divulgação, Polícia Civil

Dois vendedores ambulantes, conhecidos como “mascates” foram presos por extorsão nesta quinta-feira (02) em Ponta Porã, cidade a 313 quilômetros de Campo Grande. Policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) capturou em flagrante os dois.

O modus operandi, já de conhecimento da polícia, se baseia no oferecimento de produtos consignados, como enxovais e roupas, para serem vendidos pelas vítimas, com a garantia de que apenas os itens comercializados deveriam ser pagos e o restante da mercadoria poderia ser devolvida sem ônus.

Ainda de acordo com a polícia, após o prazo dado para a venda, de 60 dias, os autores retornavam e exigiam o pagamento integral do valor correspondente a todas as peças entregues em consignação, inclusive as não vendidas. Essa exigência ocorria sob forte ameaça e dano aos imóveis das vítimas.

Ainda segundo a Polícia Civil, no dia da prisão dos acusados, após registro do Boletim de Ocorrência, a vítima ligou na delegacia informando que os autores estavam na porta de sua residência danificando o portão a chutes e ameaçando atear fogo no imóvel. A equipe, então, se deslocou ao local dos fatos, porém os autores evadiram-se em um veículo de cor branca.

Os investigadores efetuaram buscas próximo à residência, o veículo foi localizado e os autores capturados e conduzidos até a unidade policial, em flagrante, pelo crime de extorsão.

Jornal Midiamax