Polícia

Ladrão que ficou paraplégico após dono de conveniência atirar vai cumprir prisão domiciliar

Ele chegou a romper a tornozeleira eletrônica

Renata Portela Publicado em 23/04/2021, às 17h08

Autor do furto foi baleado pelo comerciante
Autor do furto foi baleado pelo comerciante - (Divulgação)

Preso em flagrante no dia 31 de março após tentar furtar uma conveniência no Bairro Amambaí, em Campo Grande, e o proprietário reagir, rapaz de 22 anos vai cumprir prisão domiciliar. Ele ficou paraplégico após ser ferido com um tiro e chegou a ter liberdade concedida, mas rompeu a tornozeleira eletrônico e voltou a ser preso.

A decisão é do juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal, sobre pedido feito pela defesa do acusado. Em audiência de custódia, o rapaz chegou a ter a liberdade provisória concedida, com medidas cautelares, sendo uma delas o uso de tornozeleira eletrônica. No entanto, seis dias depois foi comunicado o rompimento do dispositivo.

Com isso, foi decretada novamente a prisão preventiva e o rapaz foi encaminhado para o Presídio de Segurança Máxima, isso depois de já ter deixado o hospital. Assim, a defesa fez pedido para que ele cumprisse prisão domiciliar, por conta da condição de ter ficado paraplégico e o pedido foi concedido.

O magistrado solicitou novamente a monitoração eletrônica, além de outras medidas cautelares. O alvará de soltura foi expedido no dia 15 de abril.

Relembre o caso

Segundo o registro da Polícia Militar, equipe da Força Tática do 1º Batalhão foi acionada para ir até a conveniência na Avenida Bandeirantes, esquina com a Rua 26 de Agosto, onde uma pessoa tinha sido ferida a tiro. No local, constataram que se tratava do autor da tentativa de furto.

O comerciante portava a pistola calibre .380, com um carregador com 8 munições intactas, que entregou aos policiais militares e também apresentou o registro. Já o rapaz de 22 anos estava caído no chão, se queixava de dores nas costas e tinha uma perfuração no abdômen. Ele foi socorrido e levado para a Santa Casa.

O dono da conveniência então contou que estava em casa, nos fundos, quando ouviu os cachorros latindo e um barulho. Ele foi até a loja e encontrou o suspeito no local, com o pé de cabra em mãos. Neste momento, o autor foi para cima da esposa do comerciante, que gritou, e o homem reagiu usando a pistola.

Os policias pontuaram que o comerciante fez dois disparos, sendo que apenas um atingiu a vítima. Mesmo com a arma carregada, ele teria atirado no intuito de conter o bandido. O rapaz foi levado ao hospital sob escolta e responderá pela tentativa de furto. Foi constatado que ele tentaria furtar 3 garrafas de vodka, 18 isqueiros e 31 carteiras de cigarro.

O rapaz foi levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para a Santa Casa com uma lesão grave na medula e acabou ficando paraplégico.

Jornal Midiamax