Polícia

Ladrão invade casa para roubar, espanca morador e é preso horas depois

Foi agredido por aproximadamente duas horas

Diego Alves Publicado em 25/05/2021, às 20h29

Divulgação
Divulgação

A polícia prendeu um homem que invadiu uma casa onde espancou e roubou um idoso de 76 anos em Brasiândia nesta segunda-feira (24). Amarrada, a vítima ficou sob ameaças e foi agredida por aproximadamente duas horas. O idoso teve que ser levado a um hospital em Araçatuba (SP) onde passou por cirurigia, devido a lesões sofridas no pulmão causadas pelas agressões.

A vítima estava na sala, quando, por volta das 00h30, o autor invadiu a residência com uma arma de fogo e anunciou o assalto. De acordo com a polícia, o ladrão insistia para que a vítima falasse onde estaria escondido o cofre.

O idoso foi amarrado e agredido por aproximadamente duas horas para que revelasse onde havia um cofre na casa. Como ele não possui cofre, o ladrão o agrediu com socos, chutes e coronhadas durante todo esse período.

Ele fugiu levando cerca de R$ 300 que o idoso tinha na carteira, pois também não conseguiu roubar a camioneta Toyota Hilux da vítima, pois não conseguiu ligar o veículo, que possui câmbio automático.

Após a fuga do ladrão o idoso saiu até a rua e um motociclista o ajudou, acionando uma equipe policial que passava pela área central da cidade. Os militares fizeram várias rondas, não obtendo sucesso na localização do autor. A vítima foi socorrida no hospital de Brasilândia e depois transferida para um hospital na cidade de Araçatuba-SP, onde passou por cirurgia para tratamento de lesões sofridas nos pulmões decorrentes das agressões sofridas.

O autor já tem passagens por crimes de roubo, tráfico de drogas, receptação e tentativa de homicídio. Ele foi preso por um delegado e investigador no momento em que retornava para sua casa.

Diante da identificação positiva, investigadores passaram a se revezar na vigilância na residência dele, enquanto outras equipes de policiais civis e militares faziam buscas pela cidade. Ele acabou sendo preso quando retornava para sua casa, já no período noturno.

Após a prisão a Polícia Civil, de posse de um mandado de busca e apreensão, fez uma busca na casa do autor e localizou um simulacro de arma de fogo, confeccionado em metal, enterrado no quintal da casa. O simulacro foi encaminhado para exame pericial para identificação de manchas de sangue e exames de DNA. Além do simulacro, foi apreendida uma carabina de ar comprimido com provável adulteração para utilização de munição real de calibre .22 LR.

A Polícia Civil prossegue nas investigações com o propósito de apurar eventual participação de terceiros no crime. Denúncias anônimas podem ser encaminhadas via aplicativo WhatsApp pelo n.º 67 999879169. O anonimato é garantido.

Jornal Midiamax