Polícia

Justiça livra rapaz de pagar indenização de R$ 40 mil por matar ex-cunhado a machadadas

Vítima foi assassinada enquanto dormia

Thatiana Melo Publicado em 25/06/2021, às 10h01

None
(Divulgação)

A Justiça livrou de pagamento de indenização Marcos Ferreira de Oliveira acusado de matar com golpes de machado o ex-cunhado Adriano Lidorio Lacheski, 26 anos, enquanto dormia em sua casa, no Bairro Nova Era, área rural de Itaquiraí, cidade distante a 403 quilômetros de Campo Grande, em maio de 2019. 

Ele havia sido condenado a pagar um valor de R$ 40 mil por reparação de danos, mas em decisão publicada em Diário da Justiça, nesta sexta-feira (25), por unanimidade foi decidido pelo não pagamento. Mas, Marcos foi condenado a 14 anos e 3 meses de prisão pelo crime.

O crime

Por volta das 4h30 da manhã a irmã da vítima, uma mulher de 42 anos, encontrou o irmão morto no quarto de sua casa. Ela acionou a Polícia Militar, mas não soube informar com precisão o horário do crime, dizendo que ambos beberam durante a noite e que o autor do homicídio seria Marcos, 39 anos, com quem teria um relacionamento recentemente e levado para morar em sua casa.

Ainda conforme informações do registro policial na época, a vítima foi atingida na cabeça enquanto dormia, possivelmente por um machado, que foi encontrado no quintal e estava sujo de sangue. A irmã da vítima contou aos policiais que o suspeito de cometer o crime desapareceu levando uma mala com todos seus pertences pessoais. 

Jornal Midiamax