Polícia

Justiça condena acusados de matarem rapaz esfaqueado no pescoço a pagarem R$ 80 mil de indenização

Os dois acusados morte Christian durante uma festa de Carnaval foram condenados a 5 anos em regime semiaberto

Thatiana Melo Publicado em 30/05/2021, às 14h41

None
(Reprodução Facebook)

Os dois acusados da morte de Christian Garcia de Paula de 18 anos, no dia 22 de fevereiro de 2020 durante um baile de carnaval em Inocência, a 329 quilômetros de Campo Grande foram condenados a pagarem uma indenização a família da vítima, no valor de R$ 80 mil.

A decisão é do dia 18 deste mês, após 1 ano e três meses da morte de Christian, que foi assassinado com três facadas no pescoço por Everthon Aparecido Franco de Paula e Leonardo Rodrigues da Silva, que segundo a acusação segurou os braços da vítima impossibilitando que ela pudesse se defender do ataque de Everthon.

A jovem, que na época foi acusada de participar do crime, dando fuga para Everthon e levando o canivete usado no assassinato para fora da cena do crime acabou sendo absolvida pela Justiça. Mas, tanto Everthon como Leonardo foram condenados a cinco anos de reclusão em regime semiaberto e ao pagamento da indenização de R$ 80 mil a família do rapaz.

O crime aconteceu por volta da 1 hora da madrugada do dia 22 de fevereiro de 2020, quando a confusão teria começado após o jovem discutir com a namorada e esbarrar em um carro, sendo que o proprietário do veículo não teria gostado.

Começou a discussão e uma terceira pessoa teria alcançado um canivete. Testemunhas seguraram Christian para que ele não brigasse sendo que neste momento o autor se aproveitou e desferiu um golpe no pescoço e no rosto da vítima, que chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu.

Jornal Midiamax