Polícia

Juiz autoriza perícia em celulares e determina prisão de 2 envolvidos em execução no Tijuca

Crime estaria ligado ao acerto de contas do tráfico de drogas

Renan Nucci Publicado em 28/06/2021, às 18h08

Local onde a vítima foi morta no bairro Tijuca
Local onde a vítima foi morta no bairro Tijuca - Leonardo de França/Midiamax

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, autorizou perícia nos celulares apreendidos pela Polícia Civil durante as investigações do homicídio de Luiz Felipe da Silva, executado em um suposto acerto de contas do tráfico no dia 31 de março, no Tijuca. São réus no processo Caio Cesar Oliveira da Silva, Fabiano Saraiva, Marcelo Rodolfo das Neves Oliveira, Thiago da Silva Gomes e Tiago Paixão Almeida.

O magistrado afastou o sigilo telemático para que a perícia possa analisar o conteúdo dos celulares encontrados na casa da vítima, bem como na posse de Thiago e de Caio Cesar. Além disso, por suspeita de tráfico, também foi decretada a prisão preventiva de Tiago Paixão e de Marcelo Rodolfo. As informações são de que Tiago Paixão encomendou o crime aos comparsas Caio e Fabiano que, por sua vez, pediram ajuda a Marcelo e a Thiago Gomes.

Consta na denúncia oferecida pelo MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) que Tiago determinou o assassinto de Luiz e quem mais estivesse com ele em uma boca de fumo do Tijuca, em razão de um desacerto da venda de drogas. Marcelo e Thiago foram acionados e intermediaram o contato do mandante com Caio e Fabiano, os executores. Marcelo teria fornecido o próprio automóvel para que a dupla fosse ao local e matasse a vítima.

Outros dois rapazes que estavam com Luiz também foram alvos dos disparos, mas conseguiram sobreviver. O trabalho policial constatou que Marcelo, Thiago e Tiago estavam com R$ 300 em espécie, duas balanças de precisão e quatro porções de maconha, 3.366 porções de pasta base de cocaína, uma porção de pasta base ralada e uma porção de cocaína pura, em uma casa no Guanandi. O local era um ponto de distribuição e preparo de entorpecentes.

Jornal Midiamax