Polícia

Técnica é mordida por jovem que queria atendimento rápido para a mãe na UPA em Campo Grande

Alterada, mulher começou a gritar, filmar os atendimentos e partiu para cima da funcionária

Thatiana Melo e Gabriel Neves Publicado em 15/09/2021, às 08h25

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Uma confusão na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Coronel Antonino acabou na delegacia do Centro na manhã desta quarta-feira (15), depois que uma jovem acabou mordendo a mão de uma técnica de enfermagem, de 51 anos, reclamando da demora no atendimento, segundo a versão da técnica de enfermagem, que relatou os fatos e procurou a polícia para registrar a ocorrência. 

Na versão da funcionária, a mulher chegou à unidade de saúde com a mãe, que reclamava de dores abdominais pedindo para que ela fosse atendida rapidamente, mas a técnica de enfermagem estava atendendo outro paciente. Como a autora passou a fazer confusão na UPA, a vítima foi atender a paciente, mesmo o caso não sendo grave.

Após o atendimento, a jovem continuou a gritar dentro da unidade de saúde e a filmar. De repente, segundo relato da técnica, a autora se descontrolou e avançou, mordendo a sua mão. Ela também teria ameaçado a médica e outra enfermeira.

“Todo dia tem uma agressão. Tem colegas que já sofreram até fraturas”, disse a técnica, que trabalha há 24 anos na área.

Jornal Midiamax