Polícia

Grupo é preso com arma camuflada, bloqueador de celular, dinheiro e drogas na frente de presídio em MS

Entre os envolvidos está um monitorado que iria tirar a tornozeleira eletr

Ilícitos apreendidos em ação entre a Agepen e a PM
Ilícitos apreendidos em ação entre a Agepen e a PM - Divulgação

Na quinta-feira (22), três pessoas foram presas em um trabalho conjunto entre agentes penitenciários e a Polícia Militar, após serem flagradas com arma de fogo camuflada, um bloqueador de sinais de celular e internet e porções de drogas em frente ao presídio de Ponta Porã, município localizado na fronteira com o Paraguai, a 346 quilômetros de Campo Grande.

Segundo a nota, servidores da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) lotados na unidade penal Ricardo Brandão, perceberam quando um monitorado chegou ao local para tirar a tornozeleira eletrônica, acompanhando de mais três indivíduos de carro, em atitudes suspeitas. Desconfiados, os agentes acionaram a Polícia Militar.

O grupo foi abordado, oportunidade em que foram encontrados os materiais ilícitos. Era o bloqueador, um revólver calibre 38 com seis munições, maconha, cocaína e R$ 1,7 mil em espécie. Questionado, o monitorado alegou desconhecer os indivíduos e disse que apenas pegou uma carona com eles. Um dos suspeitos tinha um coldre na cintura com a arma.

O outro estava dentro do carro, como motorista, juntamente com o bloqueador. Os agentes perceberam também que, no encosto do utilitário, havia dois esconderijos para materiais ilícitos e drogas, mas no momento da abordagem, estavam vazios. Diante dos fatos, eles foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil.

Jornal Midiamax