Polícia

Gatos são espancados até a morte e mulher é investigada em Mato Grosso do Sul

Animais foram deixados na calçada

Thatiana Melo Publicado em 02/12/2021, às 05h50

None
(Ilustrativa)

A Polícia Civil de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, investiga uma mulher por maus-tratos depois que quatro gatos foram espancados até a morte. Os animais mortos foram encontrados em uma calçada.

A denúncia chegou nessa quarta-feira (1º) à polícia depois que uma mulher que presenciou os maus-tratos contra os animais acionou uma médica veterinária. Os gatos estavam no bairro Jardim Carandá. Quando os policiais chegaram ao local, encontraram os animais mortos em uma calçada.

A testemunha contou que passava em frente à residência da autora quando a viu espancando os gatos a pauladas até a morte, segundo o site JP News. A autora não foi encontrada em sua casa e a polícia investiga o caso. 

Lei Sansão

A lei leva esse nome em homenagem ao cachorro da raça Pitbull, que teve suas patas traseiras arrancadas por agressores com o uso de um facão. O cachorro teve próteses desenvolvidas nos Estados Unidos, e doadas pela associação de proteção animal Patas Para Você, para que Sansão pudesse andar novamente.

O Pitbull ficou famoso nas redes sociais e foi alvo de diversas manifestações a favor de normas mais severas contra atos cruéis a animais.

Confira trecho da lei:

Lei Federal nº 14.064/2020 

Art. 1º  Esta Lei altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, para aumentar as penas cominadas ao crime de maus-tratos aos animais quando se tratar de cão ou gato.

Art. 2º O art. 32 da Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, passa a vigorar acrescido do seguinte § 1º-A:

    • 1º-A Quando se tratar de cão ou gato, a pena para as condutas descritas no caput deste artigo será de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda.
Jornal Midiamax