Polícia

Funcionária de lotérica é chamada de ladra após saque de R$ 900 que não deu certo

Mulher de 34 anos funcionária de uma lotérica no centro de Campo Grande denunciou uma cliente por calúnia nesta segunda-feira (04), após ser chamada de ladra por conta de um saque não pôde ser realizado. Segundo a vítima, houve um problema no sistema que impediu que a autora retirasse R$ 900, motivo pelo qual passou […]

Renan Nucci Publicado em 04/01/2021, às 18h32 - Atualizado em 05/01/2021, às 10h50

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

Mulher de 34 anos funcionária de uma lotérica no centro de Campo Grande denunciou uma cliente por calúnia nesta segunda-feira (04), após ser chamada de ladra por conta de um saque não pôde ser realizado. Segundo a vítima, houve um problema no sistema que impediu que a autora retirasse R$ 900, motivo pelo qual passou a ser acusada de crime que não cometeu.

Conforme boletim de ocorrência, a atendente explicou que a mulher chegou à lotérica e solicitou o saque do valor. Mas o sistema caiu e a operação não foi finalizada. Houve nova tentativa de saque, que foi negada por suposta falta de dinheiro na conta. A autora então conferiu o saldo e constatou que os R$ 900 haviam sido debitados de sua conta.

No entanto, a vítima explicou que apesar do débito, como a transferência não foi concretizada, o valor seria devolvido a qualquer momento para a conta no prazo de até 72 horas. A autora não acreditou na versão e passou a ofendê-la verbalmente, chamando-a de ladra e acusando-a de ter desviado o dinheiro. A polícia foi acionada e a trabalhadora fez a denúncia.

Jornal Midiamax