Polícia

Foragido que foi flagrado com fuzil e submetralhadora em Campo Grande vai continuar preso

Ele usava documento falso

Renata Portela Publicado em 10/09/2021, às 13h24

Arsenal foi apreendido com a dupla
Arsenal foi apreendido com a dupla - (Divulgação)

Foi decretada prisão preventiva de Sidney Fernandes da Silva, 48 anos, nesta sexta-feira (10), após passar por audiência de custódia. Foragido de São Paulo, ele foi detido na quinta-feira (9), na Avenida Prefeito Lúdio Martins Coelho, em Campo Grande, com várias armas de fogo e ainda documentos falsos.

O comparsa que estava com ele, Luciano, teve liberdade provisória concedida na audiência de custódia. Conforme o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros), equipe abordou os suspeitos em um Onix, na avenida, perto da Base Aérea. Foi identificado que Sidney usava documento falso, em nome de Reginaldo.

Ele contou que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foi comprada de um desconhecido, por R$ 2 mil, na região de fronteira. Ele adquiriu o documento logo após fugir do sistema penitenciário de São Paulo e tem passagens por tráfico de drogas e homicídio.

No carro, foi encontrada uma pistola e ele alegou que usava a arma para sua segurança e também de Luciano, já que estaria sofrendo ameaças de morte. Já Luciano afirmou para os policiais que tinha registro de CAC (Colecionador Atirador Caçador). Porém, um colete balístico, controlado pelo Exército, encontrado em outro endereço de Luciano não tinha registro e ele não soube explicar.

Na casa de Luciano, os policiais encontraram uma submetralhadora CT 40, três pistolas, um fuzil, além de várias munições calibre .380 .40 e 9mm.

Jornal Midiamax