Polícia

Ferido a tiros na cabeça por filho que defendia mãe de agressões morre em hospital

Mulher já havia registrado vários boletins de ocorrência

Thatiana Melo Publicado em 24/05/2021, às 05h43

None
(Foto: Alfredo Neto/ JP News)

Morreu neste sábado (22), no hospital de Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande, André Pereira da Silva de 48 anos, que foi ferido a tiros na cabeça, o dia 20 deste mês quando foi até a casa de sua ex-mulher. O filho de 16 anos atirou contra o pai para defender a mulher.

No sábado (22) foi confirmada a morte cerebral de André e a família da vítima iria fazer a doação dos órgãos dele, segundo o site JP News. Ele ficou por quase 48 horas em coma quando teve a confirmação da morte.

O crime aconteceu quando André foi até a casa de sua ex-mulher, no dia 20 fazendo ameaças de morte. Ela já tinha registrado boletins de ocorrência contra o homem e também tinha medida protetiva contra ele. O casal estava separado há 4 meses.

No dia 18 deste mês, ela contou que o ex foi até a sua casa. Ele estava armado com um revólver calibre .38 e do portão passou a fazer várias ameaças de morte contra ela. Já na noite do crime, o autor voltou a casa da ex-mulher parando com o carro na esquina e retirando da residência o irmão mais novo do adolescente.

Nesse momento, o garoto saiu armado com um revólver calibre .32 – que era de seu avô – e fez um disparo contra o seu pai o acertando na testa. Em seguida, o adolescente fugiu largando para trás a arma, que foi apreendida pela polícia.

Segundo a mãe do garoto por várias vezes o filho se desentendeu com o pai para tentar defendê-la.

Jornal Midiamax