Polícia

FAB reforça radares de voos em duas cidades da fronteira de MS para combater tráfico de drogas

Equipamento também será instalado num 3º município em breve

Gabriel Maymone Publicado em 16/05/2021, às 09h26

Equipamento também será instalado em Ponta Porã
Equipamento também será instalado em Ponta Porã - Divulgação / FAB

A FAB (Força Aérea Brasileira) iniciou a operação de um novo superradar em Porto Murtinho - na fronteira com o Paraguai, com objetivo de monitorar voos clandestinos que entram por Mato Grosso do Sul vindos da Bolívia e Paraguai. Corumbá também já havia recebido o equipamento e Ponta Porã deve receber também em breve.

Os radares aumentam a capacidade de vigilância aérea, por meio da detecção de aeronaves cooperativas e não-cooperativas, podendo alcançar um raio de 450 quilômetros, a 30 mil pés, o que corresponde a quase duas vezes a área do Estado do Mato Grosso do Sul.

O equipamento de modelo LP23SST-NG faz parte de uma nova geração de radares primários de longo alcance. São equipados com a capacidade de altimetria, permitindo a identificação dos alvos com precisão, além de funções de proteção eletrônica que os resguardam contra interferências eletromagnéticas, sejam elas intencionais ou não.

Com a instalação dos radares de Corumbá, Porto Murtinho e Ponta Porã, o Brasil passará a contar com uma vigilância aérea que cobrirá toda a fronteira do Mato Grosso do Sul com os países vizinhos. “A implantação de mais um sensor com tecnologia no estado da arte faz parte do trabalho incessante da Força Aérea Brasileira (FAB) em aprimorar a sua capacidade de vigilância, controle e defesa do espaço aéreo, reforçando as ações para a manutenção da soberania e segurança nessa área”, declarou o Presidente da CISCEA, Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Junior.

Jornal Midiamax