Polícia

Ex-namorado preso por estupro se negou a comprar pílula e não usou camisinha, diz polícia

Vítima já tinha chamado a Polícia Militar no dia anterior, e fez nova denúncia após sentir dores

Danielle Errobidarte Publicado em 16/07/2021, às 16h50

None
(Foto: Henrique Arakaki)

Ex-namorado, de 30 anos, suspeito de estuprar jovem de 23,se negou a comprar pílula do dia seguinte para a vítima e não usou camisinha. O ex-casal foi encaminhado para a Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) após ela acionar a Polícia Militar pelo segundo dia consecutivo.

Conforme explicado pela delegada Fernanda Piovano, o casal foi a uma festa na tarde desta quinta-feira (15) e tiveram relação sexual sem camisinha duas vezes. “Na segunda vez, ele ejaculou dentro dela, o que a desagradou”, afirma a delegada.

Após saírem da festa, a jovem teria pedido para que o ex-namorado comprasse pílula do dia seguinte. Ele, então, se negou e a empurrou no chão, fato que causou lesões no pulso esquerdo e tornozelo direito. A vítima já tinha acionado a Polícia Militar ontem (15), e foi orientada a registrar boletim de ocorrência.

Contudo, segundo a delegada, eles não compareceram à delegacia, e nesta sexta-feira (16) a jovem ligou para o 190 novamente, se queixando de dores. Os policiais compareceram até a casa do ex-namorado e o encaminharam para a Deam.

Durante a prisão, ele disse aos policiais que o ato sexual foi consentido, mas, ainda durante o sexo, a jovem não teria mais dado seu consentimento, já que ele retirou o preservativo. A vítima foi encaminhada para fazer exame de corpo de delito e o caso foi registrado como importunação sexual e lesão corporal.

Jornal Midiamax