Polícia

‘Estávamos no lugar certo, na hora certa’: PMs salvam bebê engasgado em MS

Pequena Ana Clara foi levada a hospital e está bem de saúde

Dayene Paz Publicado em 19/06/2021, às 09h39

None
Imagem: Divulgação PMMS

A noite desta sexta-feira (18) ficará na memória de três policiais militares recém-formados, que salvaram a vida de uma bebê de um ano de idade em Chapadão do Sul, cidade que fica a 330 quilômetros de Campo Grande. “Estávamos no lugar certo, na hora certa”, afirmou o soldado João Lipú, da 4ª Cipm (Companhia Independente de Polícia Militar).

Isso porque, João conta que ele e outros dois soldados, Martins e Talmom, estavam atendendo uma ocorrência próximo a casa dos pais do bebê. “Estávamos atendendo uma ocorrência na esquina da casa, quando escutamos gritos de uma senhora desesperada e corremos para ver o que era, até acreditando que seria uma violência doméstica”.

Ao chegar em frente a residência, os policiais que são da equipe de motopatrulhamento, viram que os pais estavam desesperados afirmando que a criança estava engasgada. “Na hora da correria o pai não conseguia abrir o portão, tivemos até que arrombar o portão para entrar na casa”, conta.

Em seguida, o soldado pegou a criança e começou a realizar procedimentos para tentar retirar a carne com a manobra de Heimlich. "Peguei a criança e comecei a fazer a manobra para desengasgar. Então entramos no carro para seguir até o hospital e continuei fazendo a manobra no caminho até que eu percebi que a carne estava saindo. Coloquei o dedo e senti o alimento, então puxei e saiu", explica Lipú.

No momento, o soldado afirma que lembrou do filho. “A criança já estava bem roxinha, eu também fiquei pensando um monte de coisas com ela nos meus braços, aí pensei no meu filho que tem dois anos. Os pais disseram que nunca vão esquecer da gente e nós também nunca vamos esquecer desse momento”, disse Lipú. Em seguida, como estavam a caminho do hospital, a criança deu entrada e foi atendida. Conforme informado à reportagem do Jornal Midiamax, a pequena Ana Clara está bem de saúde.

Jornal Midiamax