Polícia

Enquanto mãe trabalhava, avô estuprava menina de 4 anos em MS

Defesa alegou idade avançada do idoso para diminuição da pena

Thatiana Melo Publicado em 16/09/2021, às 07h47

None
(Ilustrativa)

Um idoso, de 77 anos, aproveitava quando a nora estava trabalhando na limpeza de sua casa para estuprar a neta de 4 anos, em uma cidade de Mato Grosso do Sul. Ele acabou condenado, mas a defesa entrou com recurso para absolvição ou diminuição de pena, alegando idade avançada do autor.

O crime aconteceu em setembro de 2020, quando a mãe da menina estava trabalhando na casa do sogro, fazendo a limpeza da residência. Ela havia levado a filha com ela, e o autor teria se aproveitado para estuprar a criança enquanto a mãe estava ocupada.

A menina contou para a mãe o que o avô fez, sendo que a mulher fez a denúncia e o idoso acabou preso e condenado a 13 anos e 3 meses de reclusão, em regime fechado, sem direito de recorrer em liberdade. Mas, a defesa recorreu.

Foi feito o pedido para sua absolvição sob a argumentação de insuficiência de provas. Subsidiariamente, foi feito o pedido pela redução com a aplicação da atenuante referente à senilidade. Com isso, a pena acabou reduzida para 8 anos, 1 mês e 5 dias de reclusão.

Jornal Midiamax