Polícia

Durante interrogatório, acusado de matar homem no Noroeste alega dívida de R$ 10

Vítima foi esfaqueada no tórax e no abdômen e autor vai responder por homicídio qualificado

Danielle Errobidarte Publicado em 21/10/2021, às 17h29

Caso é investigado pela 3ª DP.
Caso é investigado pela 3ª DP. - (Foto: Henrique Arakaki - Arquivo Midiamax)

Acusado de assassinar a facadas Sérgio Otazu de Souza, de 34 anos, no Jardim Noroeste no dia 6 de julho deste ano, foi interrogado nesta quinta-feira (21). Ele confessou que o motivo do assassinato foi uma dívida de R$ 10 que a vítima possuía.

Durante depoimento, prestado na 3ª Delegacia de Polícia da Capital, o autor confessou que fazia uso de pasta base de cocaína, junto à vítima, momentos antes do crime, além de bebida alcoólica. Os dois teriam iniciado uma discussão e agressões mútuas.

Contudo, a vítima estaria mais embriagada que o autor e não conseguiu se defender das agressões. Em determinado momento, o autor teria saído do local para buscar um facão, retornado minutos depois. Sérgio foi atingido com ao menos duas facadas, no tórax e abdômen.

Durante as investigações, ficou apurado que a vítima já estaria ao solo quando recebeu as facadas, sem chance de defesa. O autor - que já estava preso preventivamente - irá responder por homicídio qualificado por motivo fútil.

Após o crime, Sérgio chegou a se levantar e dar alguns passos, mas caiu ao solo e não resistiu aos ferimentos. Já o autor, fugiu logo em seguida. Ele possui passagens por dano, falsidade ideológica, roubo, roubo majorado, furto, furto qualificado, lesão corporal seguida de morte, roubo tentado e tráfico de drogas.

Jornal Midiamax