Polícia

Durante festa, baderneiros tacam pedras, ameaçam vizinhos e desejam morte de bebê

Gestante passou mal e precisou ser levada ao pronto-socorro

Depac Cepol, onde o caso foi registrado, fica no Tiradentes
Depac Cepol, onde o caso foi registrado, fica no Tiradentes - Divulgação

Baderneiros foram denunciados à Polícia Militar e a Polícia Civil na noite deste sábado (19), depois de ameaçarem vizinhos durante uma festa realizada no Jardim Centenário, em Campo Grande. Na oportunidade, chegaram a desejar a morte do bebê da vizinha, uma gestante de 27 anos, que passou mal por conta da confusão e foi levada ao pronto-socorro.

Consta no boletim de ocorrência que o casal, a gestante e o marido de 38 anos, relatou que os vizinhos estavam fazendo uma festa desde às 9 horas da manhã. Por volta das 20h30, a vítima chegou em casa e se deparou com uma caminhonete na frente da garagem de sua residência e foi até a casa dos vizinhos pedir para que um deles retirassem o veículo.

No entanto, o grupo que já estava alterado pelo consumo de álcool não gostou da abordagem e passou a ameaçar o morador. “É melhor você ir embora antes que eu acabe com você”, teria dito um deles. O morador então foi para sua casa, mas o vizinho responsável pela festa foi atrás e passou a ameaçá-lo e, inclusive, entrou no quintal.

Os baderneiros, não satisfeitos com o constrangimento, subiram no muro e continuaram a ameaçar o morador. Em seguida, jogaram pedra para dentro do imóvel e atingiram o carro da gestante. A PM esteve no local, controlou os ânimos e orientou as vítimas a registrar boletim de ocorrência. Porém, quando a viatura saiu, o grupo voltou a dar problemas.

A esposa do vizinho também subiu no muro e desejou à vizinha gestante que o bebê dela morresse. A vítima ficou bastante assustada, passou mal e foi levada ao hospital. O caso foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Cepol) e está sendo apurado como ameaça, perturbação do sossego e suposta lesão corporal.

Jornal Midiamax