Polícia

No psiquiatra, garoto revela ser estuprado por dentista em Campo Grande

Dentista era padrasto do garoto e aproveitava quando todos dormiam para cometer estupros

Thatiana Melo Publicado em 10/09/2021, às 08h56

None
(Ilustrativa)

Foi durante uma de suas consultas com um psiquiatra, que um adolescente, de 14 anos, revelou que era estuprado pelo padrasto, um cirurgião dentista de Campo Grande. O homem, de 46 anos, aproveitava quando todos dormiam na casa para cometer os abusos. A vítima era ameaçada pelo padrasto.

O cirurgião dentista não está preso e uma audiência do caso foi marcada para 17 de agosto de 2022. O crime aconteceu em 2018. Segundo consta na denúncia enviada ao MPMS (Ministério Público Estadual), em relatos o adolescente disse que o padrasto aproveitava a noite para ir até seu quarto para estuprá-lo.

Por causa dos abusos que sofreu, o garoto passou a apresentar um quadro de depressão, tendo que ser acompanhado por psiquiatra. Em uma dessas sessões, relatou os estupros que o dentista cometia. Segundo a vítima foram por diversas vezes que acabou abusado pelo autor.

O autor foi casado com a mãe da vítima por cerca de 10 anos, tendo convivido durante esse período com seu enteado, que residia na mesma casa juntamente com sua irmã.

Jornal Midiamax