Polícia

Dono de égua é autuado por maus tratos ao deixar animal doente sem alimento e água

Policiais ambientais receberam denúncias de maus-tratos

Diego Alves Publicado em 09/09/2021, às 00h41

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um infrator por maus tratos ao deixar égua doente ao relento sem alimento e água em Amambai, cidade a 351 quilômetros de Campo Grande, nesta terça-feira (07).

Policiais ambientais receberam denúncias de maus-tratos a um animal equino, que estaria sem cuidados, exposto a intempéries, em meio a uma área de pastagem no município, em uma propriedade rural, localizada nas proximidades do perímetro urbano da cidade. A PMA foi ao local e verificou que o animal estava caído ao terreno e ao sol em meio à gramínea e não havia água e nem alimento disponível.

O equino, uma fêmea adulta estava doente e agonizante e, então, os Policiais ordenaram que o proprietário do animal procurasse ajuda de um médico veterinário e a removesse do relento. O infrator de 44 anos, residente em Amambai, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 500 por maus tratos. O autuado também foi conduzido à delegacia de Polícia Civil da cidade e responderá por crime ambiental de maus-tratos, com pena de três meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax