Polícia

Delegada diz que adolescente mentiu sobre estupro de motorista de aplicativo

Segundo a polícia, por meio de investigações, ficou comprovado que o motorista não cometeu nenhum abuso contra a menor

Marcos Morandi Publicado em 28/04/2021, às 10h22

Delegada da Deam, ao centro, durante esclarecimento sobre denúncia de estupro
Delegada da Deam, ao centro, durante esclarecimento sobre denúncia de estupro - Reprodução

A adolescente de 15 anos, que afirmou ter sido abusada por um motorista de aplicativo, mentiu à polícia. A informação é delegada Paula Ribeiro dos Santos, responsável pela Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) de Dourados, em entrevista na manhã desta quarta-feira (28).

Conforme a delegada, diante das denúncias feitas pela menor contra o homem de 42 anos, que foi preso na última sexta-feira (23), “era necessário vir a público, trazer alguns esclarecimentos, em razão da repercussão que esse caso tomou e principalmente porque houve a comprovação de que ele é inocente”.

A delegada ressaltou, que a “gente veio à público,  embora todos os casos relacionados à Dam, sejam sigilosos, porque a gente acredita que desta forma a gente está fazendo alguma justiça ao rapaz que foi acusado por um crime que ele não cometeu”.

Ainda de acordo com a delegada Paula Ribeiro dos Santos, a menor recebeu todo o acompanhamento psicológico necessário e que por meio de investigações, ficou comprovado que o rapaz não cometeu nenhum abuso contra a adolescente.

Jornal Midiamax