Confusão entre motorista de aplicativo e passageira termina na delegacia em Campo Grande

Uma confusão durante uma corrida em um veículo de aplicativo em Campo Grande acabou em caso de polícia, na noite desta sexta-feira (05). O motorista disse que uma passageira de 20 anos solicitou uma corrida compartilhada da Avenida Mato Grosso até o Bairro Carandá Bosque. O motorista diz, consta no boletim de ocorrência, que a […]
| 06/02/2021
- 05:22
Confusão entre motorista de aplicativo e passageira termina na delegacia em Campo Grande
Foto ilustrativa - Foto ilustrativa

Uma confusão durante uma corrida em um veículo de aplicativo em Campo Grande acabou em caso de polícia, na noite desta sexta-feira (05). O motorista disse que uma passageira de 20 anos solicitou uma corrida compartilhada da até o Bairro Carandá Bosque.

O motorista diz, consta no boletim de ocorrência, que a jovem pediu para que ele dirigisse rápido, pois estava atrasada. O condutor então teria falado que não iria correr para não desrespeitar as normas de trânsito e para não ocorrer algum dano.

Ainda de acordo com o motorista, a passageira então começou a lhe agredir com tapas em suas costas e, após descer do carro, ela ainda teria dado um soco em seu tórax. A então foi acionada e ambos ficaram no local à espera.

À polícia, a passageira contou que pediu ao motorista ir até a Rua Abrão Júlio Rahe para buscar sua mãe e o condutor disse que não iria. Ela também falou que então pediu para que ele parasse o carro, pois pediria outro veículo para seguir viagem.

Ainda de acordo com a passageira, o motorista negou novamente. A jovem conta que então desceu do carro e ambos aguardaram a chegada da polícia. Ela também falou que aguardou a chegada da PM dentro de uma loja próxima.

Ainda segundo a passageira, o condutor chamou ao local, algumas mulheres que entraram na loja onde estava a jovem. Ainda de acordo com a passageira, dentro da loja, essas mulheres começaram a tirar fotos dela e diziam que iriam agredi-la.

Após as mulheres saírem da loja, ainda segundo a passageira, o condutor teria tentado agredi-la. O motorista disse na delegacia que mulheres motoristas de aplicativo compareceram ao local, mas não presenciou elas tirando fotos da passageira pelo fato de estar aguardando a chegada da PM. O caso foi registrado como vias de fatos da Depac Centro.

Veja também

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) alerta para as interdições em diversas vias...

Últimas notícias