Confronto com polícia deixa ao menos seis integrantes de facção mortos na fronteira

Confronto entre bandidos e policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) de Campo Grande e policiais da Primeira Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã deixou ao menos seis mortos na noite desta segunda-feira (11). Os mortos seriam integrantes da facção criminosa PCC. O confronto ocorreu próximo ao […]
| 12/01/2021
- 03:42
Confronto com polícia deixa ao menos seis integrantes de facção mortos na fronteira
Hospital Regional de Ponta Porã (Foto: Tião Prado) - Hospital Regional de Ponta Porã (Foto: Tião Prado)

Confronto entre bandidos e policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) de Campo Grande e policiais da Primeira Delegacia de de Ponta Porã deixou ao menos seis mortos na noite desta segunda-feira (11). Os mortos seriam integrantes da facção criminosa PCC.

O confronto ocorreu próximo ao Bairro Júlia Cardinal, saída para Dourados. Foram apreendidas 6 armas, sendo dois fuzis e dois carros roubados.

A Polícia Civil está no de Ponta Porã, para onde os mortos foram levados. No local o clima é de apreensão por parte da equipe de saúde, devido ao risco de resgate dos corpos por parte dos membros da facção, publicou o site Ponta Porã Informa.

O confronto ocorre um dia após membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) em confronto com a polícia, na tentativa de resgate de Giovanni Barboza da Silva, o ‘Bonitão’, que acabou expulso do Paraguai.

Veja também

Esposa do militar teria recebido mais de 30 vídeos pornográficos

Últimas notícias